segunda-feira, janeiro 15, 2007

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

ABREU, José de Sousa. Reminiscências. O POVO: 15/10/1995. Jornal o Leitor, p. 6.

ADERALDO, Mozart Soriano. O Liceu do meu tempo. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo XCI. Fortaleza, 1977.

ALCÂNTARA, José Denizard Macedo de. Saudação a Manuel Lima Soares. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo XCV. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 1981.

ALVES, Joaquim. O ensino primário na primeira metade do século XX. (In) MARTINS FILHO, Antônio; GIRÃO, Raimundo. O Ceará. 3 ed. Fortaleza: Instituto do Ceará, 1966.

AQUINO, Julio Groppa (Org.). Indisciplina na escola: alternativas e prática. São Paulo: Sumus, 1996.

AZEVEDO, Rubens de. Memória de um caçador de estrelas. Fortaleza: Casa de José de Alencar, 1996.

BARROSO, Gustavo. Memórias: Coração de menino. 1° Volume. Fortaleza: Casa José de Alencar/ Programa Editorial, 2000a.

__________________. Memórias: Liceu do Ceará. 2° Volume. Fortaleza: Casa José de Alencar/ Programa Editorial, 2000b.

BOMENY, Helena M. B. Três decretos e um ministério: a propósito da educação no Estado Novo. (In) PANDOLFI, Dulce. Repensando o Estado Novo. Rio de janeiro: editora FGV, 1999.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembrança de velhos. 3 ed. São Paulo. Companhia das Letras, 1994.

BLOCH, Marc Leopold Benjamin. Apologia da história, ou, Ofício de historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CÂMARA, José Aurélio. Uma cidade cresce. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo LXXIX. Fortaleza: Editora Instituto do Ceará, 1967.

CAMBI, Franco. História da pedagogia; Tradução de Álvaro Lorencini. São Paulo: UNESP, 1999.

CAMPOS, Eduardo. A memória Imperfeita: idéias, fatos e costumes. Fortaleza: Expressão gráfica e editora LTDA, 1993.

CASTELO, Plácido Aderaldo. História do Ensino no Ceará. Fortaleza: Departamento de Imprensa Oficial, 1970.

CASTRO, Hebe. História Social. (In) CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo (orgs.). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de janeiro: Campus, 1997.

CAVALCANTE, Luciana Matias et al. As complexas relações no espaço da sala de aula. (In) Therrien, Jacques. Damasceno, Maria Nobre (org). Artesãos de outro ofício: múltiplos saberes e práticas no cotidiano escolar.São Paulo: Annablume; Fortaleza: Secretaria de Cultura e Desporto do Governo do Estado do Ceará, 2000.

COSTA, Antonio Theodorico da. Liceu do Ceará: de 1845 a 1935 ou noventa anos do mais intenso labor. Revista a Idéia, 1935.

CUNHA, Célio da. Educação e autoritarismo no Estado Novo. 2. ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989. (Coleção educação contemporânea. Série memória da educação).

Damasceno, Maria Nobre (org). Artesãos de outro ofício: múltiplos saberes e práticas no cotidiano escolar.São Paulo: Annablume; Fortaleza: Secretaria de Cultura e Desporto do Governo do Estado do Ceará, 2000.

Durkheim, Émile. Educação e sociologia; com um estudo da obra de Durkheim pelo Prof. Fauconet; tradução: Prof. Lourenço Filho. 11. ed. São Paulo: Melhoramentos; Rio de Janeiro: Fundação Nacional de Material escolar, 1978.

ENGUITA, Mariano Fernandez. A face oculta da escola: educação e trabalho no capitalismo; Tradução de Tomaz Tadeu da Silva. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

ESPÍNDOLA, Itamar. Antônio Martins de Aguiar. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo C. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 1986.

FARIAS, Aírton de. História do Ceará: dos índios à geração cambeba. Fortaleza: Tropical, 1997.

FARIAS, Otávio Terceiro de. sem título (In) UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. Homenagem ao Professor Otávio Farias. Fortaleza: Imprensa Universitária, 1971.

Foucault, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução: Raquel Ramalhete. 25. Ed. Petrópolis: Vozes, 1987. 288p.

______________. Microfísica do Poder. Organização e tradução: Roberto Machado. 7. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1979. 295p.

FREITAS, Sônia Maria de. História oral: possibilidades e procedimentos. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP: Imprensa Oficial do Estado, 2002.

GALENO, Alberto S. A praça e o povo: homens e acontecimentos que fizeram história na praça do Ferreira. Fortaleza: Stylus Comunicações, 1991.

Ghiraldelli JUNIOR, Paulo. História da Educação. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez, 1994. (Coleção magistério. 2° grau. Série formação do professor).

GIRÃO, Raimundo. Educandários de Fortaleza. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo LXIX. Fortaleza, p. 50-71, 1955.

_______________. História econômica do Ceará. Fortaleza: Instituto do Ceará, 1947.

_______________. História econômica geral e do Brasil. Fortaleza: Tipografia Minerva, 1964. (Publicação da Escola de Administração do Ceará).

GIRÃO, Raimundo; SOUSA, Maria da Conceição. Dicionário da Literatura Cearense. Fortaleza: Imprensa Oficial, 1987.

GIRÃO, Blanchard. O Liceu e o bonde na paisagem sentimental da Fortaleza-província. 2ª edição. Fortaleza: ABC Fortaleza, 1997.

Guirado, Marlene. Poder indisciplina: os surpreendentes rumos da relação de poder. In: AQUINO, Julio Groppa (org). Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. p. 57-63.

Ingenieros, José. O Dever. (In) MARINO, Silveira. Almanaque do Estado do Ceará - 1941. Fortaleza, 1940.

JUCÁ, Gisafran Nazareno Mota. A oralidade dos velhos na polifonia urbana. Fortaleza: Imprensa Universitária, 2003.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas, São Paulo: UNICAMP, 1990.

LEVI, Giovanni. Sobre a micro-história. (In) BURKE, Peter (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. Tradução de Magda Lopes. São Paulo: Ed. da Universidade Estadual Paulista, 1992.

LOBO, Otávio. Gaiola de passarinho (In) MARINO, Silveira. Almanaque do Estado do Ceará - 1937. Fortaleza, 1936.

LOPES, Marciano. Royal Briar: a Fortaleza dos anos 40. 2. ed. rev. e amp. Fortaleza; Tiprogresso, 1988.

MARINHO, Adélia da Silva. Memórias do Liceu: notas para os 10 anos de História do Liceu do Ceará. Fortaleza, Universidade Estadual do Ceará, 1995. 115p. (Monografia de Especialização).

Martins Filho, Antônio. Peroração. (In) GIRÃO, Raimundo; MARTINS FILHO, Antônio. Almanaque do Estado do Ceará – 1943. Fortaleza, 1942.

MELO, Hélio. Martinz de Aguiar, apóstolo do vernáculo. Palestra proferida no Instituto do Ceará – Histórico, geográfico e antropológico -, em sessão de 20/05/1977.

MENEZES, Djacir. A educação no Ceará: repasse histórico-social (das origens coloniais a 1930) (In) MARTINS FILHO, Antônio; GIRÃO, Raimundo. O Ceará. 3 ed. Fortaleza: Instituto do Ceará, 1966.

______________. Diretrizes da Educação Nacional: significação sociológica da educação: seus fundamentos biológicos. Fortaleza: Tipografia Gadelha, 1932.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 5. ed. HUCITEC-ABRASCO, São Paulo/ Rio de Janeiro, 1998.

MONTENEGRO, João Alfredo de Sousa. O trono e o altar: as vicissitudes do tradicionalismo no Ceará, 1817-1978. Fortaleza: BNB, 1992.

MOTA, Aroldo. História política do Ceará: 1930 - 1945. Stylus Comunicações, 1989.

MOURA, Evandro Ayres de. Histórias de hontem e de hoje. Fortaleza: ABC, 2001.

MUNIZ, Altemar da Costa. O Centro Estudantal Cearense e o Estado Novo. Fortaleza, Universidade Estadual do Ceará, 1996 (Monografia de Especialização).

NOBRE, Geraldo. O Liceu do Ceará e a instrução pública. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo CIX. Fortaleza, 1995.

OLIVEIRA, Almir Leal de. Universo letrado em Fortaleza na década de 1870. (In) SOUZA, Simone de; NEVES, Frederico de Castro. (Orgs.). Intelecutais. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2002.

PARENTE, Francisco Josênio Camelo. A fé e a razão na política: conservadorismo e modernidade das elites cearenses. Fortaleza: UFC/ UVA, 2000.

PIMENTA, Selma Garrido; GONÇALVES, Carlos Luiz. Revendo o ensino de 2° grau: propondo a formação de professores. São Paulo: Cortez, 1990 (Coleção Magistério - 2° grau).

PINHEIRO, Livio Virgínio. Meu colega 132 do Liceu do Ceará. (In) INSTITUTO DO CEARÁ. Revista do Instituto do Ceará. Tomo CII. Fortaleza: Edições Universidade Federal do Ceará, 1988.

PINHO, Eliseu Baptista. Discurso de posse na presidência do Centro de Cultura Estudantil do Ginásio São João (In) Amo-Ára – Órgão do Centro Ginasial de Cultura. Ginásio São João. Número VI – Novembro de 1937.

QUINDERÉ, Monsenhor. Reminiscências. 3. ed. Fortaleza: UFC/ Casa de José de Alencar, 1998.

RAMALHO, Bráulio Eduardo Pessoa. Foi assim! O movimento Estudantil no Ceará (1928-1968). Rio - São Paulo - Fortaleza: ABC, 2002.

RIBEIRO, Francisco Moreira. O PCB no Ceará: ascensão e declínio - 1922 – 1947. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará/ Stylus Comunicações, 1989.

ROCHA, Marlos Bessa Mendes da. Educação conformada: a política de educação no Brasil –1930/1945. Juiz de Fora: Ed. UFRJ, 2000.

SABÓIA, Boanerges. O Liceu que conheci. Fortaleza: Tipografia Minerva, 1995.

SANTOS, José de Arimatéia. O Liceu do meu tempo. (In) GIRÃO, Blanchard. O Liceu e o bonde na paisagem sentimental da Fortaleza-província. 2ª edição. Fortaleza: ABC Fortaleza, 1997.

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Maria Bousquet; COSTA, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. São Paulo: Paz e Terra/ Fundação Getulio Vargas, 2000.

SILVA, José Borzacchiello da. A cidade contemporânea no Ceará. (In): SOUSA, Simone de (Org.). Uma nova história do Ceará. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2000.

SILVA FILHO, Antonio Macêdo e. Um espaço em disputa: norma e desvio nas calçadas de Fortaleza. (In) SOUZA, Simone de; NEVES, Frederico de Castro. (Orgs.) Comportamentos. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2002.

SILVEIRA, Pedro Hudson da. Liceu do meu tempo – 1941/45. (In) GIRÃO, Blanchard. O Liceu e o bonde na paisagem sentimental da Fortaleza-província. 2ª edição. Fortaleza: ABC Fortaleza, 1997.

SOUSA, J. Moreira de. Sistema Educacional Cearense. MEC – INEP – Centro Regional de pesquisas educacionais do Recife. Recife: Mourinho Artefatos de Papel Limitada, 1961.

TURA, Maria de Lourdes Rangel. Reflexões em torno do “professor palhaço”. (In) Revista de Educação AEC. Disciplina e liberdade. – v. 26, n° 103, abr/jun. 1997. Brasília: AEC, 1997.

VIEIRA, Sofia Lerche; FARIAS, Isabel Sabino de. História da educação do Ceará: sobre promessas, fatos e feitos. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2002.

VITOR, Hugo. O Liceu do Ceará em cem anos. Fortaleza: Tipografia Iracema, 1945.

DOCUMENTOS CONSULTADOS:

REGULAMENTO
Regulamento do Liceu do Ceará. Expedido pelo Decreto n. 1.002, de 19 de dezembro de 1927, com as alterações constantes dos decretos ns. 1.079, de 28 de agosto e 1.090, de 21 de setembro de 1928 e 1.253 e 1285, de 10 de abril e 12 de junho do corrente ano, respectivamente. Fortaleza – Ceará:Typographia Gadelha, 1929.

ALMANAQUES
Almanaques do Estado do Ceará
CAMARA, Sophocles Torres. Almanaque do Estado do Ceará - 1928. Fortaleza, 1927 .
_______________________. Almanaque do Estado do Ceará - 1929. Fortaleza, 1928.
_______________________. Almanaque do Estado do Ceará - 1930. Fortaleza, 1930.
_______________________. Almanaque do Estado do Ceará - 1931. Fortaleza, s/d.
MARINO, Silveira. Almanaque do Estado do Ceará - 1932. Fortaleza, 1931.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1933. Fortaleza, 1932.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1934. Fortaleza, 1933.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1935. Fortaleza, 1934.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1936. Fortaleza, 1935.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1937. Fortaleza, 1936.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1938. Fortaleza, 1938.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1939. Fortaleza, 1938.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1940. Fortaleza, 1939.
______________. Almanaque do Estado do Ceará - 1941. Fortaleza, 1940.
Girão, Raimundo; MARTINS FILHO, Antônio. Almanaque do Estado do Ceará – 1942. Fortaleza, 1941.
_____________________________________. Almanaque do Estado do Ceará – 1943. Fortaleza, 1942.
_____________________________________. Almanaque do Estado do Ceará – 1944. Fortaleza, s/d.

RELATÓRIOS E MENSAGENS

DIRETORIA DO lICEU. Relatório do Liceu do Ceará relativo ao ano de 1938, enviado à Secretaria do Interior de da Justiça do Estado do Ceará. Protocolo n° 2846. Em 09/05/1939.

República dos Estados Unidos do Brasil. Estado do Ceará. Relatório de 1934, apresentado ao Exmo. Snr. Dr. Getúlio Vargas, presidente da Republica, pelo Capitão Carneiro de Mendonça, interventor federal no Estado do Ceará. 1935. Imprensa Oficial. Ceará – Fortaleza.

Estado do Ceará.Mensagem apresentada à Assembléia Legislativa em 1° de julho de 1937 pelo Governador do Estado Dr. Francisco de Menezes Pimentel. Fortaleza: Imprensa Oficial, 1937.

REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. ESTADO DO CEARÁ. Relatório de 1939 apresentado ao Exmo. Snr. Dr. Getulio Vargas, presidente da Republica, pelo Dr. Francisco de Menezes Pimentel, interventor Federal no Estado do Ceará. Fortaleza: Imprensa Oficial, 1940.

REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. ESTADO DO CEARÁ. Relatório de 1941 apresentado ao Exmo. Snr. Dr. Getulio Vargas, presidente da Republica, pelo Dr. Francisco de Menezes Pimentel, interventor Federal no Estado do Ceará. Fortaleza: Imprensa Oficial, 1943.

Relatório do Movimento Financeiro da CAIXA ESCOLAR. 1945

Relatório do Movimento do Lyceu Cearense apresentado ao Exmo. Snr. Presidente do Estado pelo Actual Diretor do mesmo Estabelecimento, Agapito Jorge dos Santos. Junho de 1895.

Relatório do Liceu elaborado por Jorge Agapito dos Santos. Maio de 1896.

Relatório do Liceu referente ao período de 1902 a 1903, enviado pelo então diretor Antonio Epaminondas da Frota ao Sr. Secretário dos Negócios do Interior – Em 20 de maio de 1903.

CONSULTAS NA INTERNET
http://www.cognitiva.com.br/7museu/associados/7historia/Anos_40 - Pesquisado em 14/07/2004, às 24h 10m.

http://www.fariasbrito.com.br/menu/colegio/eventos/eve_2003/index.asp Pesquisado em 10/01/2005, às 19h 10m.

http://www.lourenco-filho.br/ Pesquisado em 10/01/2005, às 19h 30m.


DECRETOS-LEI
Decreto n°. 969, de 1° de abril de 1932. Autoriza a extinção da 6a. Série do Liceu do Ceará.
Decreto n°. 443, de 15 de janeiro de 1932. Isenta os liceístas de taxas de matrículas

Decreto n°. 455, de 25 de janeiro de 1932. Reduz de trinta mil réis (30$000) para quinze (15) a taxa sobre inscrição ao exame de admissão

Decreto n°. 839, de dezembro de 1932. Reduz taxas de certificado e inscrição para exame de todas as séries que constituem o curso do Liceu

Decretos n°s. 903, de 25 de janeiro, 925 de 11 de Fevereiro, e 943, de 14 de março de 1933. Restabelecem as providências tomadas em 1932, sobre a dispensa de taxas escolares no Liceu.

Decreto n°. 1.246, de 15 de fevereiro de 1933. Reduz a 50$ para 30$000 a taxa de guia de transferência dos alunos do curso integral do Liceu.

Lei n°. 85, de 18 de abril de 1936. Autoriza o Governo a criar o Curso Complementar, secundário, no Liceu do Ceará.

Decreto n°. 60, de 31 de janeiro de 1936. Isenta ao pagamento de taxas e emolumentos os estudantes, provadamente pobres.

Lei n°. 80, de 17 de março de 1937. Autoriza a criação do curso noturno no Liceu do Ceará.

Decreto n° 123, de 4 de março de 1938. Destina cinqüenta por cento do produto das taxas de matrícula para formação do fundo de educação empregados no custeio de despesas com a educação física dos estudantes, com a manutenção das instituições auxiliares do ensino: a caixa escolar e as bolsas de estudo.

Lei No 304, de 15 de julho de 1844. Autoriza a instalação do Liceu do Ceará.
Lei No 361, de 12 de setembro de 1845. Regulamente a Lei No 304, de 15 de julho de 1844.

ESTATUTOS
Estatuto do Clube Liceal de Estudos. (in) Revista A Idéia – Órgão do Clube Liceal de Estudos. Ano XIII – Num. LI. Imprensa Oficial.

OFÍCIOS
Ofício enviado à Secretaria do Estado dos Negócios do Interior e da Justiça pelo Liceu do Ceará, em 08 de março de 1940. Registro na ficha n. 1.565.

Ofício enviado ao Interventor Federal pela Secretaria do Interior e da Justiça pelo Liceu do Ceará, em 05 de junho de 1940. Registro na ficha n. 3.724.

Informação n°. 12 – Processo n. 2.958 – Fichado na Secretaria do Interior e da Justiça do Estado do Ceará. Esclarecimentos enviados pela Diretoria do Liceu d Ceará em 21 de maio de 1940.

Ofício expedido pela Secretaria de Polícia e segurança Publica e enviado à Direção do Liceu no dia 29 de maio de 1942.

Ofício expedido pela Secretaria de Polícia e segurança Publica e enviado à Direção do Liceu no dia 02 de junho de 1942.

Ofício expedido pela Secretaria de Polícia e segurança Publica e enviado à Direção do Liceu no dia 03 de junho de 1942.

Ofício expedido pela Polícia Estudantal e enviado à Direção do Liceu no dia 22 de junho de 1942.

ARTIGOS DE JORNAIS
ABREU, José de Sousa. Reminiscências. O POVO: 15/10/1995. Jornal o Leitor, p. 6.

CAVALCANTE, Walter de Sá. O centenário do Liceu. O ESTADO, Sexta-feira: 19/10/1945. p. 03.

CORREIA, José Araújo. Liceu sesquicentenário. O POVO.15/10/1995. p. 07 (Cordel)

FURTADO, Tânia. O Liceu completa 150 anos vivendo de glória do passo. O Povo, Fortaleza, 2E, 1995.

GOMES, José Galba de Menezes. O legado histórico do Liceu. O POVO: 19/10/1995. Caderno A, p.6.

MAGALHÃES, Zelito. O tempo do trote. O POVO. 15/10/1995. Caderno do Leitor, p. 02.

Diário do Nordeste. 07/08/86. Artigo: Um ano sem Jader de Carvalho. p. 01

O Nordeste, 11/10/1935. Artigo: O ritmo da mocidade. p. 02.

REVISTAS
CLUBE DE ESTUDOS COMPLEMENTARES. Revista Cultura. Ceará – Novembro de 1936. Ano I - N° 01.
Revista do Ceará. Numero I. Artigo: Instrução, idealismo e fé. 1936, p. 79.

Um comentário:

Ana Nívia disse...

Olá,

Sou aluna desde 2016 do Colégio Estadual Liceu do Ceará,sou Diretora Social e de Politicas Públicas do Grêmio Estudantil João Nogueira Jucá que é vinculado com o Liceu,e estamos nesse semestre desenvolvendo um projeto "MEMORIAL LICEÍSTA",no qual tem por objetivo resgatar a memoria e a história da escola,o Memorial será desenvolvido durante esses dois meses de junho e julho e a abertura será no dia 10 de agosto em homenagem a um grande Liceísta que militou contra a ditadura civil-militar e nos precisamos do apoio e participação das pessoas que passaram pelo Liceu,para que possamos levantar essas informações,portanto,fica aberta as portas para quem tiver o interesse de estar participando e contribuindo para esse projeto de alguma forma,todos os alunos que passaram pela escola desde sua fundação até hoje serão contemplados e estarão presentes nos documentos expostos no memorial que esta a ser construido,portanto,voc~es são importante para esse projeto,desde já aguardamos a participação das pessoas que se interessarem,e poderão entrar em contato comigo,ao ligar se identifiquem de que foram alunos do liceu e que querem participar do projeto!
segue abaixo o contato:
9 87825646 Ana Nívia da Silva
Diretora Social- Grêmio João Nogueira Jucá